Home Cor de Rosa Como fazer uma bela faxina em casa sem muito esforço

Como fazer uma bela faxina em casa sem muito esforço

126
COMPARTILHAR

Com a rotina corrida, ninguém pretende gastar horas do dia fazendo faxina em casa, não é mesmo? Mas, é fato que este é um trabalho necessário. Neste sentido, o melhor caminho é buscar dicas que ajudem a tornar esta tarefa menos “sofrida” e mais prática!

Como no caso de outras atividades, planejar o que será feito e saber exatamente quais passos deverão ser seguidos são essenciais para se manter a calma e o foco e, de fato, concluir a faxina com sucesso.

Para Rose Moraes, personal organizer da Kiiro – Organiza e Simplifica, é fundamental entender a diferença entre faxina e limpeza da casa. “A limpeza é aquela que fazemos diariamente ou algumas vezes na semana para não acumular tarefas mais tarde. Usar cerca de 30 minutos por dia para fazer arrumações básicas, vai fazer com que a limpeza não fique cansativa e você consiga manter a casa sempre em ordem”, orienta.

Já a faxina, destaca a personal organizer, é feita para manter a limpeza, isto é, uma limpeza mais profunda feita uma vez por semana, a cada 15 dias, ou ainda, a cada um mês (dependendo do caso). “De qualquer forma, existem coisas que devem ser feitas toda semana, como trocar a roupa de cama e lavar o banheiro. Quanto às demais tarefas, é possível que sejam adaptadas com as necessidades da casa”, comenta.

O passo a passo essencial de uma boa faxina

Gif: Reprodução / Giphy

Não sabe por onde começar?! Acha que precisa se organizar melhor para, quando for fazer a próxima faxina na casa, não sofrer tanto?! Confira as principais orientações profissionais para se fazer uma boa faxina e ainda manter a casa sempre em ordem (claro que “sem neura”), utilizando, basicamente, estratégias e produtos certos!

Ponto de partida: evite o acúmulo de bagunça

Para Adinalva de Souza Ruggeri, consultora em organização e personal organizer da Casa Ruggeri, uma boa faxina é aquela que se inicia pelos descartes de tudo que não está em uso há mais de seis meses (exceto aquelas peças que são usadas em datas especiais, como, por exemplo, árvore e enfeite de Natal). “Assim teremos mais espaços para organizar e mantermos em ordem tudo que temos”, diz.

Após os descartes, destaca Adinalva, recomenda fazer uma boa faxina pelo menos uma vez por mês. “Porém, essa é aquela faxina onde desencostamos tudo, limpamos por dentro dos armários, janelas, etc. E, durante as semanas, é recomendada uma limpeza mais leve nos ambientes para evitar acúmulos e, sem acúmulo de bagunça, evitamos a procrastinação para a organização da residência”, diz.

Para a consultora em organização, no dia a dia, para que não se acumule muito trabalho para o dia da faxina, é muito importante manter a ordem e obedecer “a regra clássica da organização”:

  1. Se não usa, descarte.
  2. Abriu, feche.
  3. Ligou, desligue.
  4. Desarrumou, arrume.
  5. Sujou, limpe.
  6. Quebrou, conserte.
  7. Não sabe consertar, chame quem o faça.

“Seguindo essa regra, com certeza no dia da faxina teremos menos trabalho e o resultado da faxina será bem mais satisfatório”, destaca Adinalva.

Passo um: organize seu cronograma

Gif: Reprodução / Giphy

Não dá para falar em uma regra única, afinal, cada pessoa/família tem sua rotina, então, o ideal é montar um cronograma levando em conta as particularidades da sua casa.

Mas é sempre válido ter uma base geral para, a partir dela, conseguir se organizar em relação à limpeza e/ou faxina da sua casa.

Rose sugere fazer um cronograma de limpeza diário e um semanal. “Você deve organizar as tarefas a serem feitas para organizar a rotina. Isso é muito mais eficiente do que fazer toda a faxina em um mesmo dia, ou tentar limpar aleatoriamente, pois dessa forma, com certeza vamos esquecer uma coisa ou outra”, diz.

O cronograma diário conterá as tarefas que precisam ser feitas diariamente, e com a rotina da sua casa em mente, você facilmente conseguirá fazer essa lista. “Lembre-se de ir acrescentando os itens, conforme você for lembrando, mas cuidado para não colocar itens desnecessários, e que podem ‘entulhar’ o seu dia”, orienta Rose.

Um simples exemplo de cronograma diário, de acordo com a personal organizer:

Diariamente

  • Arrumar a cama;
  • Lavar a louça;
  • Recolher o lixo do banheiro e da cozinha;
  • Reservar 30 minutos (divididos em dois períodos de 15) para tirar a bagunça que estiver por toda a casa.

O cronograma semanal também deverá ser montado por você, de acordo com a rotina da sua casa. “Ele vai englobar idas ao supermercado, cuidado com as plantas, agendamento dos pagamentos, lavagem e passagem de roupas, entre outras coisas”, explica Rose. E assim também haverão tarefas esporádicas, conforme a personal organizer exemplifica:

Uma vez por semana

  • Trocar a roupa de cama e banho;
  • Tirar o pó e passar lustra moveis em peças de madeira;
  • Aspirar sofás, tapetes e carpetes.

Uma vez a cada 15 dias

  • Descongelar a geladeira (se necessário) e limpá-la por dentro;
  • Limpar interruptores;
  • Higienizar tapetes e carpetes (produtos específicos);
  • Limpar janelas.

Uma vez por mês

  • Limpar e higienizar máquina de lavar e secar;
  • Limpar os acessórios do aspirador de pó;
  • Virar o colchão;
  • Arrumar a despensa e os armários da cozinha;

A cada 6 meses

  • Lavar cortinas, tapetes e/ou persianas;
  • Limpar ralos e sifões;
  • Lavar a caixa d’água.

Uma vez por ano

  • Dedetizar os ambientes;
  • Pintar os cômodos da casa;
  • Verificar a necessidade de chamar um encanador para eventuais vazamentos.

“O mais importante, no entanto, é delegar tarefas. Se você não mora sozinha, não tem por que fazer todas as tarefas. E se mora sozinha, a organização das listas vai ser uma grande aliada em sua rotina”, ressalta Rose.

Passo dois: tenha à mão os produtos certos

Gif: Reprodução / Giphy

Adinalva destaca que, na hora da faxina, não podem faltar “os produtos certos para a sujeira certa”. “Ou seja, não se lava um chão com sabão em pó, por exemplo, pois, além de espumar muito, você leva muito tempo para removê-lo, assim, terá desperdício de tempo e de água, sendo assim, alguma coisa ficará sem fazer. Hoje já existe no mercado produto certo para todo tipo de limpeza, bem como, produtos concentrados que com apenas pouca quantidade consegue-se excelentes resultados”, diz.

Assim como produtos, existem também no mercado vários equipamentos que auxiliam muito no resultado de uma ótima faxina, conforme destaca a consultora em organização:

Espanador eletrostático, excelente para remoção de pó dos móveis, vidros, espelhos.

Espanador Eletrostático por R$16,90 no Mercado Livre

MOP Pó, excelente para remoção do pó do teto, parede e chão.

Esfregao Mop por R$43,86 na Americanas

Pano de microfibra, excelente para limpeza geral da residência e, por ser colorido, pode ser utilizado um para cada ambiente da residência. Muito utilizado em acabamento – por não deixar fiapo – para remoção de pó e brilho nos vidros e espelhos.

Pano de microfibra por R$3,49 no Submarino

Limpador de janelas e persianas, que facilita muito a limpeza nestes lugarzinhos difíceis de alcançar.

Limpador de janela e persiana por US $3.30 no Aliexpress

Esses são apenas alguns exemplos de produtos que fazem a diferença na hora de uma boa faxina!

Passo três: comece pelos últimos cômodos da casa

Gif: Reprodução / Giphy

Claro que cada casa tem suas particularidades, mas, de forma, geral, a orientação da consultora em organização Adinalva é iniciar a faxina pelos últimos cômodos da residência, bem como quartos, banheiros, salas e, por último, a cozinha, área de serviço e quintal. “Nessa ordem, a pessoa evita de ficar passando pelos ambientes que já foram limpos”, explica.

“E sempre que finalizar a faxina em determinado cômodo, devemos nos certificar de que não esquecemos nenhum pano ou balde no ambiente”, acrescenta a consultora em organização.

Passo quatro: comece pelo teto

Gif: Reprodução / Giphy

Adinalva comenta que uma das coisas que as pessoas se esquecem é de limpar o interruptor. “Isso acontece porque também não se tem o hábito de remover o pó das paredes. Uma boa faxina se inicia pelo teto, depois vai para a parede (inclusive interruptores) e, finalmente, o chão”, diz.

“Neste sentido, é muito importante usar aparelhos e equipamentos adequados, e um muito usado é o MOP Pó, este equipamento é excelente para remoção do pó tanto do chão quanto do teto e parede”, acrescenta a consultora em organização.

Outro objeto que as pessoas se esquecem de limpar são as lâmpadas. “Elas sujas diminuem em até 50% do seu poder de iluminação do ambiente. Sempre que limparmos os lustres, elas também dever ser limpas”, destaca Adinalva.

Passo cinco: limpe os móveis antes de limpar o chão

Gif: Reprodução / Giphy

Adinalva explica que é aconselhável remover o pó dos móveis antes de limpar o chão, assim não se corre o risco de ficar resíduo sobre o chão limpo.

“Outra dica é não usar vassoura para varrer o chão, mas, sim, usar o equipamento MOP Pó, pois, ao varrermos com vassoura, o pó acaba levantando e assim sujando os móveis e estofados”, destaca a consultora em organização.

Passo seis: nunca passe pano úmido sobre o chão sujo

Gif: Reprodução / Giphy

Adinalva ressalta que uma dica importante é não passar pano úmido sobre o chão sujo, sem remover o pó antes. “Pois água e pó viram barro, e é essa combinação que acaba encardindo rejunte e rodapés”, explica.

Passo sete: não misture o produto que irá limpar o chão no balde de água

Gif: Reprodução / Giphy

“Outra dica importante é não misturar o produto que irá limpar o chão na água do balde e ficar lavando o pano várias vezes naquela mesma água, pois, na segunda lavagem, o produto já estará contaminado, e assim perderá a sua ação, e a água suja estará sujando e não limpando”, explica Adinalva.

“O ideal é diluir o produto em um borrifador e ir aplicando no chão com o auxílio de um pano úmido, e em um balde com apenas água limpa ir lavando o pano e, quando essa água estiver suja, a mesma deverá ser substituída… Agindo assim, não encardimos o chão, não contaminamos a água e economizamos produto, pois ao jogarmos fora estamos jogando apenas água suja”, destaca Adinalva.

Dicas e truques que podem fazer a diferença

Organizar-se é ideal para conseguir fazer uma boa faxina em casa, mas existem também outras dicas que vão fazer a diferença. Confira as orientações das especialistas!

Utilize-se do tempo de ação dos produtos

Foto: iStock

Adinalva explica que um dos truques que pode fazer a diferença para otimizar o tempo na hora da faxina e obter um ótimo resultado é usar o produto certo, tempo de ação deste produto e esfregação. “Ou seja, primeiro devemos aplicar o produto na superfície apenas espalhando (sem esfregar). Após espalhar, deixar agir por uns três minutos aproximadamente – depende da sujidade – e, só depois, devemos esfregar a superfície. Agindo assim teremos uma superfície mais limpa e menos esforço físico, porque deixamos o produto trabalhar por nós”, destaca.

Conte com a ajuda do velho e bom vinagre

Foto: iStock

Para os azulejos, existem vastas opções de produtos para cada tipo de sujeira, porém, de acordo com Adinalva, uma receita caseira, econômica e muito utilizada é uma combinação de vinagre branco com bicarbonato de sódio.

Saiba como fazer esta e outras receitas caseiras com vinagre, indicadas para uma boa faxina, de acordo com as profissionais:

Vinagre + bicarbonato de sódio: misture em um recipiente ½ xícara (chá) de vinagre e ½ xícara (chá) de bicarbonato, misture bem e utilize um borrifador para aplicar, deixe agir por 10 minutos e esfregue com uma esponja. É recomendável o uso de luvas.

Vinagre branco para eliminar odores de mofo: Rose explica que você pode usar o vinagre para eliminar odores de mofo dentro de armários, colocando uma bacia com vinagre branco de álcool, dentro do móvel que deve estar vazio, e deixar agir por toda a noite.

Vinagre para limpar espelhos: para limpar espelhos, dilua 3 colheres de vinagre branco de álcool em 1 litro de água quente, conforme orienta a personal organizer Rose.

Vinagre para quem tem animais de estimação: “para retirar cheiro de urina do piso (para quem tem bichos de estimação), dilua 2/3 de água morna e 1/3 de vinagre branco de álcool e aplique no local. Depois, aplique um pouco de vinagre puro sobre o local e deixe secar naturalmente”, orienta Rose.

Vinagre para limpar rejuntes: para limpar rejuntes dos azulejos, molhe com vinagre puro e deixe agir por no máximo 30 minutos, e esfregue com uma vassoura levemente. Depois lave a superfície com água e sabão.

Vinagre para limpar vaso sanitário: no vaso sanitário, despeje vinagre puro e deixe agir por 30 minutos. Depois polvilhe com bicarbonato de sódio e esfregue as áreas internas, enxaguando em seguida.

Vinagre para limpar os bocais do chuveiro: para limpar os bocais, misture 1 xícara de vinagre com ½ xícara de água em uma bacia, e mergulhe o bocal do chuveiro por pelo menos 15 minutos, lavando em seguida com água quente.

Vinagre para limpar a banheira: Rose orienta, uma vez por ano, despejar 1 litro de vinagre branco de álcool dentro da banheira, e ligá-la para evitar que os jatos sejam obstruídos por resíduos de sabonetes.

Vinagre para limpar copos: Rose explica que você pode também usar o vinagre branco de álcool para deixar os copos brilhantes. Para isso, deixe-os de molho em uma bacia com 1 litro de água e 1 copo de vinagre por uns 10 minutos, lavando-os normalmente com detergente em seguida.

Vinagre para limpar o fogão: logo após fazer frituras, borrife vinagre puro por todo o fogão, polvilhando bicarbonato de sódio em seguida, e deixar agir por uns 10 minutos, limpando normalmente em seguida.

Enfim, potente e econômico, o vinagre é um grande aliado na hora de fazer uma boa faxina em casa!

Agora você já sabe que, embora não exista um “roteiro padronizado”, organização é palavra-chave na hora de fazer uma boa faxina. Desta maneira, você não perde tanto tempo e tem resultados realmente satisfatórios.


Deixe seu comentário